Internet no Sul Africano afetada por quebra de cabo submarino

Devido à quebra do cabo WACS, vários provedores de internet no Sul de África estão a ser afetados.

Segundo a Afrihost, a sua capacidade internacional de comunicação caiu 27% nas últimas 48 horas, fazendo com que maior parte dos acessos internacionais fosse lento. A única exceção são os acessos nacionais.

Com a partida do Reino Unido, o cabo passa por via terrestre em Portugal, e segue, por via aquática, para a costa Sul-Africana. Falta ainda apurar se o corte foi na proporção marítima ou terrestre, e se for terrestre, em qual das partes foi (Reino Unido ou Portugal).

Atualização 01/04/2020: a empresa responsável pelo WACS, já enviou meios para efetuar o reparo do cabo. Tudo aponta que o local da quebra seja perto do local da quebra que ocorreu em janeiro deste ano, provocado pelas correntes marítimas fortes e, sucessivamente, de um curto-circuito.

Originalmente publicado pelo site MyBroadband

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*